Lisboa: sobre se sentir em casa, longe de casa

essay to universities Hoje vou falar sobre um lugarzinho que também ganhou meu coração! Ao encerrar uma viagem de um mês pela Europa, em pleno mês de dezembro, posso dizer que o lugar onde pude ver o céu azul de novo foi em Lisboa, Portugal. O inverno pode ser incrível nos países europeus, desde que você não se importe com aquele aspecto cinza nesta época do ano. O fato é que: sempre tive um pouco de preconceito com Portugal – até o momento em que fui pela primeira vez e me apaixonei!

go site Lisboa não é a cidade mais limpa do mundo, mas passear pelo Bairro Alto para “tomar uns copos”, como dizem os locais, é se deleitar com ruazinhas e prédios charmosos, cultura por todos os lados e muita, muita história.

Lisboa tem muita história!

Nstp Towards Quality Service Training Essay Porém a melhor sensação do mundo se resume a ouvir o nosso bom e velho português – e se sentir em casa, mesmo a milhas e milhas distante do lar. É uma experiência louca: você sabe que está em outro país, pode andar pelas ruas com relativa segurança, vê lugares e hábitos bem europeus, mas fala a própria língua! Bem divertido, eu diria. Ficamos lá por poucos dias, mas o suficiente para descobrir coisas bem interessantes sobre o local:

  • Depois de Atenas, Lisboa é a capital mais antiga da Europa. Os primeiros registros de moradores em Lisboa e nos arredores datam de 2.500 anos antes de Cristo. Por ser uma capital antiga, a história parece estar viva nas construções e ruas do local, em uma atmosfera incrível.
  • Fado é o estilo tradicional da música portuguesa. Em português de Portugal, Fado quer dizer destino. É uma música com tom melancólico, em que instrumentos como guitarras e mandolinas formam a base e um cantor executa as letras poéticas. O Fado existe em Lisboa desde o início do século 19, nos distritos portuários.
  • Lisboa é uma das capitais mais baratas da Europa. Yaaaaay! Isso é o máximo, não? Fala nossa língua e cabe perfeitamente no budget! Lisboa oferece comida de excelente qualidade, excelente acomodação e vida noturna por um terço do custo de algumas outras capitais da Europa. Onde mais poderíamos tomar um copo de cerveja por 0,75 euros?
  • Os bondinhos são um charme! Lisboa é famosa pelos bondinhos e há um número deles que corre por toda a cidade. Custa cerca de € 2,85 por pessoa e os serviços funcionam das 6h às 21h. Você pode comprar um bilhete do próprio motorista. Os bondes clássicos dos anos 30 ainda estão em uso hoje porque as curvas apertadas e as ladeiras íngremes não são adequadas para os bondes modernos. Acredite, você vai precisar de um deles – especialmente porque a cidade é cheia de morros!
  • Lisboa também está cheia de tuk tuks prontos para levá-los morro acima! Sim, são os mesmos tuk tuks asiáticos! Estes veículos foram originalmente feitos na Itália após a Segunda Guerra Mundial como uma maneira barata de facilitar o transporte, mas hoje fazem mais sucesso nas cidades lotadas na Ásia e na África. Agora eles estão de volta às ruas da Europa e, embora os motoristas de táxi e os habitantes locais não estejam tão felizes com eles, os tuk tuks parecem se adequar perfeitamente à geografia de Lisboa!
  • Tem bacalhau em todos os lugares! Sim, em cada canto de Lisboa é possível comer bacalhau… e de todas as formas: bacalhau frito, bacalhau grelhado, bacalhau salgado, sopa de bacalhau, bolinhos de bacalhau… Estes últimos são particularmente populares, como no Brasil. Na Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, o tradicional bolinho de peixe é servido com recheio de queijo delicioso, e acompanhado de um bom vinho branco português. ..
  • As padarias de Lisboa são apenas maravilhosas. Eu não estou brincando. Se você gosta de comer em padarias brasileiras, feche os olhos e multiplique a gostosura por mil. Além de ter doces incríveis (nem vou mencionar o pastel de Belém, hein), as padarias portuguesas oferecem verdadeiras refeições por um valor baratinho, baratinho. Se tiver tempo, dedique-se a conhecer pelo menos uma em cada bairro.
  • O Bairro Alto é o lugar para sair à noite. As ruas silenciosas de paralelepípedos enganam durante o dia, mas à noite elas ganham vida. O lugar ferve: é cheio de bares, restaurantes, lugares para dançar. Vale a pena conhecer.

http://ineeglass.com/?q=food-technology-homework-help Em Lisboa, eu e o meu marido experimentamos pela primeira vez o see AirBnb. E adoramos! Nosso apartamento ficava no Bairro Alto, e nossa anfitriã chamava-se Marta. Uma portuguesa jovem e simpática que deixou a geladeira cheia e preparou tudo de forma encantadora para nos esperar. O apartamento era todo no estilo vintage, e tinha até um gramofone na sala. Lindo! A gente escolheu um lugar não muito barato, porque queríamos algo confortável e aconchegante, já que estávamos cheios de malas e exaustos nos últimos dias de viagem pela Europa. Mas há muitas opções no AirBnb, e para todos os tipos de viajantes.

Os bondinhos são um charme!

writing my admissions essay vacation Se você é um viajante econômico, está sozinho ou tem tempo para explorar a cidade, escolha quartos ou apartamentos fora da zona turística: às vezes, estar longe do hype pode trazer uma perspectiva diferente sobre a cidade e os moradores locais. No meu caso, escolhemos um local mais central por um motivo justo: tínhamos poucos dias e queríamos explorar a cidade à pé ou através dos bondinhos. Uma experiência mais imersiva mesmo, para imaginar como é viver naquela cidade, ter vizinhos locais e ver o lado mais realista das coisas.

http://bnteams.com/?p=media-dissertation-help O AirBnb é uma forma de tornar a viagem mais autêntica. Uma dica: antes de fechar negócio, leia os comentários a respeito dos anfitriões. Certifique-se de perguntar a eles tudo que você tem dúvida, porque a comunicação inicial é muito importante. Se você não sabe ainda como alugar uma acomodação pelo AirBnb, clique aqui.

Portugal ganhou meu coração!

ted bundy research paper Por fim, se você ainda tinha dúvidas sobre incluir ou não Lisboa em seu roteiro pela Europa… não pense duas vezes! Apenas vá 🙂

source site Se você quiser saber sobre outras capitais européias, aí vai uma lista dos outros lugares que visitei no velho continente:

mba assignment writing service Londres

http://droobtech.com/?p=doctoral-dissertation-help-services Dublin

phd research proposal how to Paris

watch Amsterdan e Den Haag